ÍNDICE br x bt

R$34.775,00


Valor Mínimo

R$32.591,07

Valor máximo

R$57.870,03

Valor médio

R$36.340,28

Volume

3109,66BTC

Crypto Trade

17 de Maio de 2018

Como fazer arbitragem de Bitcoins e criptomoedas?

Como fazer arbitragem de criptomoedas

 

Arbitragem é o termo que denomina a operação de comprar e vender ativos em diferentes mercados. No mundo de criptomoedas, pelo fato de a cotação ser descentralizada, a compra e a venda se dão em exchanges distintas, aproveitando a variação de cotação entre elas.

Para exemplificar melhor o processo, neste artigo demonstraremos 3 formas de fazer arbitragem.

Método 1: Arbitragem dentro do Brasil

A forma mais fácil de fazer arbitragem é utilizando recursos dentro do País. Para isto, é importante que você tenha cadastro nas diversas exchanges nacionais e também no site LocalBitcoins, que conecta compradores e vendedores para venda direta, chamada de P2P.

O melhor local para iniciar é o site do instituto Icoinomia, que mostra o ranking de todas as exchanges brasileiras:

Ranking de exchanges, site Icoinomia
Ranking de exchanges do site Icoinomia

 

Através da tabela acima é possível entender, rapidamente, o cenário nacional para compra e venda. Mas há uma forma ainda mais fácil e prática de saber as melhores cotações, utilizando, no site do Icoinomia, a Calculadora P2P:

Calculadora P2P do site Icoinomia
Calculadora P2P do site Icoinomia

 

No exemplo, foi calculado o melhor local para comprar 1 Bitcoin, que foi a exchange Mercado Bitcoin (já com taxas) e onde vender com maior lucro. No caso, venda P2P, que equivale a uma venda direta através do site LocalBitcoins. A Calculadora P2P também busca por outras moedas, como Litecoin, Bitcoin Cash e Dash.

O processo de arbitragem, naturalmente, envolve transferir dinheiro entre diferentes contas, por este motivo, é muito importante ter sua declaração do Imposto de Renda em dia para justificar o movimento. O imposto a ser pago será atribuído somente sobre o lucro, que entra como ganho de capital com uma tributação de 15%.

As margens de arbitragem dentro do Brasil costumam ser baixas, exceto quando o mercado está aquecido, como ocorreu no final de 2017. Com este panorama e muitos compradores, pode haver grande variação de valor entre as exchanges.

Método 2: Arbitragem entre Exchanges Estrangeiras

As duas grandes vantagens em realizar arbitragem fora do Brasil são: a ampla variedade de moedas e o fato de boa parte das corretoras trabalharem com Tether, uma moeda pareada em cerca de 1:1 com o dólar.

O Tether é a moeda oficial da arbitragem. Através dela, você pode vender suas criptomoedas em uma corretora, obter dólares e transferi-los para outra exchange. Na maioria dos casos, a relação USD – Tether é rigorosamente 1 para 1, entretanto, em algumas corretoras como a Kraken, há uma bolsa para compra e venda do ativo com pequenas variações que ora pendem para mais, ora para menos, conforme a procura. Geralmente, a cotação do Tether com relação ao dólar varia entre USD 0,99 e 1,01.

Para transferir Tethers entre exchanges, na maior parte das vezes, é preciso ser um usuário verificado, o que significa enviar diversos documentos e em alguns casos ter conta-corrente fora do país. Como o processo de verificação pode levar meses, é aconselhável planejar este tipo de operação com antecedência.

Atenção ao transferir seus Tethers: o protocolo original foi criado em cima da blockchain do Bitcoin, através da plataforma Omni Layer. Recentemente, novos Tethers foram emitidos sobre tokens ERC20 na rede Ethereum. Portanto, ao transferir, é importante escolher a rede que a sua exchange de recebimento aceita, para evitar a perda dos ativos:

Plataforma Bitfinex, arbitragem de Tether
Plataforma Bitfinex – arbitragem de Tether

 

O motivo pelo qual esta moeda não é utilizada para arbitragem entre Brasil e outros países (próximo item) é que, até o presente momento, nenhuma exchange nacional opera com Tether.

Método 3: Arbitragem entre Brasil e Outros Países

O método mais complexo e trabalhoso pode ser também o mais lucrativo. Para realizar arbitragem entre o Brasil e outros países, é preciso:

  1. Ter conta no Brasil
  2. Ter conta em um banco no exterior
  3. Ser usuário verificado em exchanges no exterior que aceitem depósitos ou saques em moeda fiduciária

O item 3 é o mais complexo, pois, ao contrário do que possa parecer, fora do Brasil são poucas as exchanges que aceitam depósitos em moeda fiduciária (FIAT) como dólares ou euros. Na prática, algumas corretoras americanas só abrem este tipo de atividade para cidadãos do país (exemplo, Coinbase e GDAX), enquanto outras apenas operam com criptos, incluindo o Tether. Duas corretoras em que vale a pena tentar fazer uma verificação de identidade são Kraken e Bitfinex, sendo que a Bitfinex não aceita depósitos de cidadãos americanos.

Quebrada esta barreira, deve-se verificar a diferença de cotação entre os países levando em conta a conversão de reais em moedas como euro ou dólar, e considerar também as taxas de transferência entre os países, além do IOF, que subiu recentemente para 1,1%.

Plataforma Bitfinex - arbitragem entre países
Plataforma Bitfinex – arbitragem entre países

 

Supondo um cenário em que a compra de criptomoedas no Brasil esteja com ágio (caso mais comum), o processo completo, que levará cerca de 10 dias, será:

  1. Transferência de dinheiro do Brasil para o exterior
  2. Depósito da conta do exterior para a exchange
  3. Compra do criptoativo
  4. Transferência do criptoativo para uma exchange brasileira
  5. Venda do criptoativo
  6. Saque da conta da exchange para a conta-corrente do Brasil

Para entender a influência do ágio na arbitragem de criptomoedas, consulte o post seguinte da coluna Crypto Trade.

Antonio Borba

Antonio Borba é especialista em marketing digital, CEO da Rede Magic e Magic Web Design. Investe em criptoativos e realiza operações de trade. Em seu blog, discute assuntos de videogames vintage (Atari) e outros interesses pessoais:

www.antonioborba.com

O Icoinomia é um instituto de entusiastas das criptomoedas, da descentralização e do desenvolvimento tecnológico democrático. Ofeceremos um ranking para comparar valores e outros aspectos de bitcoins e altcoins, com uma análise imparcial.

Acesse o site: www.icoinomia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Youtube

LinkedIn