ÍNDICE br x bt

R$34.775,00


Valor Mínimo

R$32.591,07

Valor máximo

R$57.870,03

Valor médio

R$36.340,28

Volume

3109,66BTC

Crypto Trade

10 de Maio de 2018

Short Squeeze: o que significa a operação que reverteu a baixa do Bitcoin em 2018

Short Squeeze o que significa a operação que reverteu a baixa do Bitcoin em 2018

 

O Bitcoin tem vivido um bear market inimaginável, que se estendeu do fim de dezembro de 2017 até início do mês de abril de 2018. Investidores, traders e especialistas de diferentes níveis, iniciantes ou experientes, muitos perderam parte considerável de suas reservas por não prever que a tendência de baixa seria tão prolongada.

Bearish em gráfico BTCUSD entre dezembro de 2017 e abril de 2018.
Gráfico BTCUSD entre dezembro de 2017 e abril de 2018.

 

Em uma sequência de promessas de altas não concretizadas, o Bitcoin bateu próximo a USD 6,000 em fevereiro, experimentou um início de recuperação e voltou a cair para valores abaixo de USD 7,000 em abril.

 

Post da CryptoRae sobre o alto volume de trades
Post da CryptoRae sobre o alto volume de trades

A recuperação inesperada do Bitcoin 

 

Apesar de uma sequência de notícias positivas a respeito da entrada de novos investidores no mercado, foi somente em 12/04/18 que o Bitcoin reagiu, de maneira muito enérgica, ao registrar o maior volume de compras da história no período de 1 hora.

A analista “CryptoRae” desenvolveu um índice que agrega dados das principais exchanges e contratos futuros, e chegou à cifra impressionante de mais de 1 bilhão de dólares em trade.

A vela mais famosa da história do BTC até o momento representou uma mudança importante no sentimento e na tendência do mercado, pois elevou de forma imediata a cotação de USD 6,750 para USD 8,000, movimento que teve continuidade nos próximos dias ao ultrapassar o patamar de USD 9,000.

 

 

Short Squeeze: o verdadeiro motivo por trás da alta?

 

Curiosamente, o excesso de investidores apostando na baixa do Bitcoin foi justamente o fator que levou a criptomoeda a subir. Mas como?

Short Squeeze em gráfico BTCUSD no mês de abril.
Gráfico BTCUSD no mês de abril.

Para entender melhor o processo, é preciso saber a respeito da principal forma de apostar na baixa do Bitcoin: a operação com margem, chamada de Margin Trading. Para simplificar, é uma modalidade de trading que consiste em operar com moedas emprestadas, tal como no mercado de ações quando se realiza a venda a descoberto. Poucas exchanges trabalham com esta modalidade, por ser considerada de alto risco.

Relatório feito pelo consultor Muhammad Abu Bakar sobre Bitcoin
Relatório feito pelo consultor Muhammad Abu Bakar.

Quando se opera com margem, os ganhos são multiplicados por valores expressivos, por exemplo, na Poloniex é possível operar com leverage de 2,5x, enquanto na Bitfinex o múltiplo é de 3,3x sobre o valor investido. Entretanto, caso o mercado se mova em sentido contrário, com uma perda de 15% a 20% ocorre a liquidação (fechamento da operação), salvo se o investidor tiver valores de reserva para garantia.

No dia 12 de abril de 2018, com o Bitcoin ao redor de USD 6,750, aconteceu uma grande compra de moedas. Muitos analistas relacionam o fenômeno com a publicação, no mesmo dia, de uma análise feita pelo consultor Muhammad Abu Bakar, classificando criptomoedas como halal, isto é, permitidas dentro da lei islâmica, a Shariah. O relatório completo chama-se “Is Bitcoin Halal? A Shariah Analysis”.

O report abriu imediatamente o mercado de blockchain para milhões de muçulmanos, sendo esta uma das teorias mais aceitas a respeito do grande volume de compras.

O que sucedeu logo em seguida é o fato curioso. Neste mesmo período, a Bitfinex, que está entre as maiores exchanges do mundo e entre as mais operadas em margin, acumulou cerca de 40.000 contratos de short contra o Bitcoin (isto é, apostando na queda da moeda). Quando ocorre um grande volume de compras, que representa uma alta rápida de mais de 10% no valor do ativo, muitas margens são liquidadas, afinal, algumas posições podem já estar operando no negativo, com limites inferiores a 15% de elasticidade.

Gráfico BTCUSD no dia 12 de abril
Gráfico BTCUSD no dia 12 de abril.

 

O resultado é um efeito avalanche, pois para encerrar uma operação “short” é preciso comprar ativos (devolver a moeda “emprestada”), desta forma, a cada margin call (chamada de margem) o Bitcoin subia ainda mais em direção ao topo, acentuando a alta da compra.

O nome deste fenômeno, que equivale a um “estrangulamento” dos vendedores, é Short Squeeze. Ele já foi observado outras vezes no mercado de ações, como exemplo podemos citar o repique das ações da Marisa em 2014.

Portanto, como podemos ver, quando muitos investidores seguem o caminho da boiada, abre-se uma porta para que operações de encontro sejam montadas ou aconteçam pela própria dinâmica do mercado, evidenciando ainda mais os riscos de operar alavancado.

 

Leia mais: Operar Comprado x Operar Vendido: o que significam?

Antonio Borba

Antonio Borba é especialista em marketing digital, CEO da Rede Magic e Magic Web Design. Investe em criptoativos e realiza operações de trade. Em seu blog, discute assuntos de videogames vintage (Atari) e outros interesses pessoais:

www.antonioborba.com

O Icoinomia é um instituto de entusiastas das criptomoedas, da descentralização e do desenvolvimento tecnológico democrático. Ofeceremos um ranking para comparar valores e outros aspectos de bitcoins e altcoins, com uma análise imparcial.

Acesse o site: www.icoinomia.com.br

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Youtube

LinkedIn